terça-feira, 28 de setembro de 2010

Amor Viciante


Amor Viciante
(Teresa Augusto Shanor)


Paixão fulminante
Rompendo barreiras
Quatro vidas entrelaçadas
Em minha cabeceira

Sou como viciada
Vivo na fogueira
Sem meus amores não vivo
Sou que nem trepadeira

Os meus dois maridos
Trato com muito carinho
Sem êles não vivo
E seus nomes são lindos

Sem falar no amante
Que vive em vôo rasante
Só quero estar nele
Dia e noite a todo instante

Adoro um de paixão
E amo o outro de montão
Ambos não se entendem
E vivem no maior perrengue

Mas o terceiro une a todos
Numa louca diversão
E vamos os quatro seguindo
Em viagem de pura emoção

Um me faz ter roupantes
Quando para agonizante
O outro me deixa feliz
Com seu lucro incessante

O terceiro me leva para viagem
A lugares excitantes
Me enche de alegria
Em emoções radiantes

Me deleito em cada esquina
Em realidade virtuante
Amo vocês meus queridos
Dois maridos e um amante

Google, Microsoft e Web
Vocês são muito excitantes
Confesso sem vocês não vivo
Eu os quero a todo instante.

Ah doce amor viciante!!!



Teresa Augusto Shanor
28/09/2010 - 22:00h


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ponto de Vista


Eu penso que no amor, cada um tem a sua fórmula, a sua medida, portanto, é perda de tempo discutir a receita certa do amor, já que cada Ser enxerga a vida e os sentimentos por um prisma diferente dos outros, prisma único, só seu, de acordo com o estágio moral e espiritual de sua trajetória universal.

Eu exponho o meu ponto de vista, mas respeito o ponto de vista alheio, pois sei ser pequeno o meu conhecimento e por certo, estou longe da sabedoria. Externo apenas o que penso e sinto, de acordo com a minha experiência de vida e estágio espiritual em que me encontro.



Feliz Primavera!!



Teresa Augusto Shanor
22/09/2010 - 08:26h




imagem: www.alegriadasflores.com


****

domingo, 19 de setembro de 2010

Primavera!!






Vem chegando a Primavera e com ela uma explosão de cores e perfumes, vislumbrando os nossos olhos e encantando a nossa alma.
Em homenagem à essa estação tão romântica e carregada de ótimas energias, resolvi postar o significado de algumas flores, desejando a todos uma feliz Primavera!


Acácia amarela: amor secreto; 
Acácia branca ou rosada: elegância; 
Amor perfeito: meditação, recordações, reflexão; 
Camélia branca: beleza perfeita; 
Camélia rosada: grandeza da alma; 
Camélia vermelha: reconhecimento; 
Cravo amarelo: desdém; 
Cravo branco: amor ardente, ingenuidade, talento; 
Cravo rosado: preferência; 
Cravo vermelho: amor vivo; 
Crisântemo amarelo: amor frágil; 
Crisântemo branco: verdade; 
Crisântemo vermelho: amor; 
Dália amarela: união recíproca; 
Dália rosada: delicadeza; 
Dália vermelha: olhos abrasadores; 
Girassol: dignidade, glória, paixão; 
Hortência: frieza, indiferença; 
Jasmim: amor, beleza delicada, graça; 
Lírio: casamento, doçura, inocência, majestade, pureza; 
Magnólia: amor à natureza, simpatia; 
Margarida: inocência, virgindade; 
Miosótis: amor sincero, fidelidade; 
Narciso: egoísmo, introvérsia, vaidade; 
Papoila: fertilidade, ressurreição, sonho; 
Rosa vermelha:  amor e paixão; 
Rosa amarela: felicidade e amizade; 
Rosa rosa: carinho e amizade; 
Rosa branca: pureza e a paz; 
Rosa laranja: fascínio e encanto; 
Tulipa amarela: amor sem esperança; 
Tulipa vermelha: declaração de amor; 
Violeta: lealdade, modéstia. 


Feliz Primavera!!



quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Quando é Amor...




Quando um sentimento beira às raias da loucura a ponto de perder o discernimento, isto significa que estamos apaixonados.

A paixão é assim...
tudo fica desproporcional e o mundo agita-se convulsivamente, movido pela fascinação e desespero do momento. Fica-se enlouquecido de tanto querer!

Mas a paixão, tal qual um furacão, é passageira.
Nenhuma paixão dura uma vida inteira.
E quando uma paixão é verdadeira, sou seja, nascida com base em sentimento profundo e não ilusório, acaba por se abrandar e passa pela transformação da serenidade, equilíbrio, docilidade.

Quando a paixão chega nesse ponto, tornando-se estável sem abrir mão das emoções profundas, significa que tornou-se amor.

O amor é assim...
calmo, sereno, desprendido, consciente, constante, não importando quantos temporais se atravessem.

Mas isso não impede que o amor tenha os seus momentos vibrantes, qual um sol que, embora com sua energia centrada, expele línguas de fogo, por determinados momentos, a que os cientistas chamam de atividade solar.
O amor irradia luz, alegria, nos impulsiona a seguir firmes e fortes, sempre em frente, mas também não nos tira a liberdade de sermos quem somos.
O amor não nos tira a individualidade, não nos escraviza, apenas ama e segue feliz em nos ver felizes.

O que nos incomoda no amor, é a necessidade de unir os corpos, de se tocar, o que é natural, embora não seja prioridade.
Pode-se estar mais juntos à distância, do que dois corpos são capazes de se fundir.

O amor é fruto nascido da árvore da alma.
A paixão é fruto nascido da árvore do corpo.
O amor é puro sentimento.
A paixão são hormônios e adrenalina em ebulição.
O corpo acaba, assim como a paixão.
O amor se eterniza, assim como a alma é imortal.

Mas é delicioso o toque de quem se ama. Não dá para negar.
Mas no caso, são os corpos completando as almas, que já entrelaçadas não precisam de mais nada, apenas se deleitam numa condição "apaixonada".

E é assim que penso ser o amor e a paixão.
É preciso o contato físico, mas sei que mesmo sem esse contato, o sentimento de amor se fortalece, não morre, se nem sempre pode-se usufruir do contato físico.


Teresa Augusto Shanor
15/09/2010 - 09:00h




sábado, 11 de setembro de 2010

Meu Vídeo Favorito

Desafio...



Hoje, minha filha de 14 anos participou da 2ª fase do Campeonato das Olimpíadas de Matemática em nossa cidade.

Ela saiu confiante depois da prova, toda feliz.
Eu sei o quanto ela se dedicou para fazer essa prova.
Estou muito orgulhosa da minha linda princesa, que adora desafios.

Bom navegar em águas límpidas, mansas e carregadas de vida.

Parabéns querida Nórika!

Você merece toda a felicidade do mundo, por sua garra, persistência, coragem e lindos sonhos que acalenta
e um deles eu sei que é estudar Engenharia Naval, entre tantas outras coisas.
Um verdadeiro desafio para uma mulher.
Admiro a sua visão prática e lógica, coisa que estou longe de possuir.

Você é um presente que Deus me enviou em forma de anjo, para me ensinar a viver mais de acordo com a realidade que muitas vezes, finjo não existir, mascarando com lindos sonhos que só existem dentro de mim.

Obrigada por você existir, minha linda filha, e estar ao meu lado.

Amo você muitoooooo!!!

Um beijo de Luz em seu lindinho coração!


Teresa Augusto Shanor
 11/09/2010 - 20:30h

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Viver Infinito




Para mim a vida é uma festa de cores e sons
olhos e bocas, risos e choros manhosos
de olhares misteriosos
de aperto de mãos e energia fluindo
de sonhos sentidos e corações divididos
de amores eternos e emoções em conflito
de desejo e luta pelo sexto sentido
na paz e na luz, do viver infinito.


Teresa Augusto Shanor
26/07/2009 - 13:00h




*****
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...