domingo, 26 de março de 2017

Olhando para mim...


Olhando para mim...
(Teresa Augusto Shanor)


Olhando para mim mesma me vejo envolvida com as águas...

Águas que dão vida que alimentam e que ao mesmo tempo matam...

As águas me trouxeram as melhores coisa da vida que eu pude conhecer.

As águas e levaram a melhor coisa da vida que eu pude viver.

Mas me deixaram uma herança...

Uma herança maravilhosa que nenhum dinheiro compra e que não se pode pegar.

Herança que é dada por merecimento, por conquista com muito suor e lagrimas.

Herança que não é medida em valores materiais, mas que é real e palpável.

Herança que é vida, amor, carinho e alimento para minha alma.

O que de mim as águas tiraram foi apenas uma partícula física do que me foi deixado como herança.

A parte mais preciosa do que foi retirado de mim, pelas águas,  continua comigo me dando força e alimentando a razão do meu viver.

Agora sei que serei mais forte que antes,  pois essa parte poderosa que ficou, nenhuma ameaça física pode me tirar.

Agora, mesmo sendo uma tenho duas almas em mim formando um único elo.
Elo que nunca mais se desfará, por minha própria vontade.

E minha meta daqui para frente é me dedicar de corpo e alma aos meus filhos, principalmente aos mais novos, para que eles possam encontrar seus próprios caminhos e serem muito felizes.

Não tenho mais outro objetivo ou querer.

Meu bem estar é o bem estar deles.

Minha paz é a paz deles.

Minha felicidade é a felicidade deles.

Este é o meu sonho maior que tenho vivido há tempos.

Como mulher estou e estarei para sempre unida ao pai de meus filhos mais novos,  poi agora estamos mais unidos que nunca, embora ele esteja vivendo em outra dimensão onde meu corpo não o pode alcançar, mas meu espirito pode com ele comungar.

Mesmo não estando mais fisicamente neste planeta, sua alma, espirito ou energia cósmica, está ao meu lado vivendo cada dia da minha vida e meu auxiliando em tudo que se faz necessário para que eu tenha êxito em meu objetivo que é tão somente encaminhar os meus filhos.

Não tenho mais pensamento para outros amores, outras paixões ou outros senões.

Aqui fico em paz, olhando com carinho dentro de mim e vivendo este meu objetivo sem fim.

Afinal, a felidiade de meu filhos é tudo para mim.

Com muito amor aos únicos amores que tenho na vida,  que são os meus filhos.

19/11/2011


Dia feliz!



Dia Feliz!
(Teresa Augusto Shanor)

Obrigada irmão Sol!
Obrigada irmã Brisa!
Obrigada  Divino Criador!

Tudo isso me deixa assim...Feliz da Vida!

19/07/2010


Olhando para o Mundo...


Olhando para o Mundo...
(Teresa Augusto Shanor)

Vejo o mundo
vejo o tempo
vejo eu em contra tempo
Vejo tudo em longas horas
Vejo em torno pouco em voga

Vejo as entranhas de muitas almas
Na vasta imensidão do céu
Vejo veneno instilado
Como gotas de puro mel

Vejo aqui e vejo alí
No final não vejo nada
Vejo o cume da montanha
Vejo o chão que segura a escada

Vou a vós e venho a nós
Vou correndo a procurar
Vou olhando tudo em volta
E não vejo nada afinal

Vejo sim muitas linhas
Cruzando um vendaval
Vejo a conturbada sanha
Da realidade cabal

Mas o que vejo afinal?
Será que é puro sal?
Será que é só mingau?
Ou será apenas uma nau?

Talvez eu não veja nada
Seja só eu mesma pirada
Mas pra quem não ve nada mesmo
Tudo que penso ver é piada... 
Ou não?

Acho que estou numa encruzilhada!

Mas que nada!!
Sei aonde vou
Não perdi o alvo
Meu coração está a salvo
Por isso não me preocupo
Sigo em frente e grito ao mundo
Não preciso fingir sorrindo 
Para não chorar.

Então sigo sorrindo
Na felicidade de ser
E poder um dia estar
Alegre até me acabar...

Percebeu?
Hoje estou virada no siri.
Mas ainda dá para rir.

Não deixei de amar meus amigos
Não deixei de amar meus amores
Só estou curtindo um momento incerto
Marcado por muitas dores... (de mãe!)

11/08/2011


Queria...

Josephine Wall


Queria...
(Teresa Augusto Shanor)

Às vezes me vejo perdida
Sem mesmo saber o por quê
Queria que tudo fosse nada
E nada fosse você...

Mas você é tudo 
Tudo que não sei
Te olho e me entendo
Como um filme a passar
E só as minhas mãos
Para ti não consigo estender...

E é por isso que eu queria
Que tudo fosse nada
E nada fosse você...

29/09/2012


Bom Dia!


Bom dia!
(Teresa Augusto Shanor)

Acordo sorrindo
Te sinto no ar
Começa um dia lindo
Me pego a cantar


Feliz te respiro
Estou a sonhar
Me pego em suspiro
Levitando no ar...


Bom Dia meu Dia
Bom Dia meu Sol
Bom Dia meu Mar!

12/03/2010


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...